Operação contra Bolsonaro e aliados repercutiu 1 milhão de vezes na internet

Operação contra Bolsonaro e aliados repercutiu 1 milhão de vezes na internet
photo_2023-04-04_18-01-39

[[{“value”:”

A operação que mirou o ex-presidente Jair Bolsonaro e ex-ministros, na quinta-feira (8), foi mais comentada nas redes sociais do que outros temas políticos dos últimos tempos. Foram 1 milhão e 110 mil menções na internet, de acordo com novo levantamento do instituto Quaest.

A repercussão foi maior do que o caso da Agência Brasileira de Investigação (Abin), a falsificação do cartão de vacina, escândalo das jóias sauditas e também a delação de Mauro Cid.

Leia Mais

Governo de SP afasta major alvo de operação da PF que investiga Bolsonaro e aliados

Em meio à crise da Abin, base governista tenta minar alcance de Ramagem em comissão do Congresso

Falas de Heleno reforçam suposta atuação de “Abin paralela”, dizem investigadores

Os comentários sobre a Operação Tempus Veritatis ficaram atrás somente da mobilização da internet sobre o 8 de janeiro.

Entre essa quinta e as 11 horas da manhã desta sexta-feira (10), 60 milhões de pessoas foram impactadas pelas menções.

O engajamento foi impulsionado pela divulgação de trechos de vídeos da reunião de Bolsonaro e ministros em que a acusação diz ter sido tratado um plano golpista.

A avaliação entre os usuários da internet está polarizada, aponta o instituto de pesquisa.

“A discussão segue polarizada: 60% das menções foram críticas à Bolsonaro e em defesa da Operação Tempus Veritati. Publicação do perfil oficial do STF no Twitter superou o pronunciamento do Coronel Homero em termos de alcance e foi repercutida por apoiadores e críticos da operação”, explica relatório da Quaest.

“Bolsonaristas responderam com críticas em tom de perseguição política enquanto representantes da esquerda defenderam a pauta da Anistia nunca mais”, complementa.

Diante da guerra de versões sobre o conteúdo da reunião, e a divulgação de trechos editados, o STF liberou o material na íntegra no desta manhã.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Operação contra Bolsonaro e aliados repercutiu 1 milhão de vezes na internet no site CNN Brasil.

“}]] 

Posted in ,
bannerrsm

photo_2023-04-04_18-00-57
Rolar para cima
× Como posso te ajudar?