Golpes virtuais no Carnaval: 5 dicas para se proteger durante a folia

Golpes virtuais no Carnaval: 5 dicas para se proteger durante a folia
photo_2023-04-04_18-01-39

 [[{“value”:”Lista reúne medidas simples para aumentar a segurança online na época mais festiva do ano; saiba como utilizá-las para proteger seus dados, dinheiro e privacidade O Carnaval 2024 chegou e, com ele, é natural que os foliões se preocupem com a segurança de seus dispositivos nas ruas. Contudo, poucos sabem que o perigo também está na web, já que os criminosos costumam aproveitar a época de festas para invadir a privacidade dos usuários e roubar dados, informações e até dinheiro. Por isso, é aconselhável ter atenção redobrada e desconfiar de ofertas, promoções e descontos suspeitos. Também é importante utilizar apenas sites e aplicativos oficiais na hora de comprar ingressos para shows, festas e desfiles de carnaval. A seguir, confira cinco formas de se proteger de crimes virtuais durante o período de folia.
🔎 Para tomar cuidado: 5 golpes online que devem crescer em 2024
🔔 Canal do TechTudo no WhatsApp: acompanhe as principais notícias, tutoriais e reviews
Cibercriminosos podem aproveitar o carnaval para aplicar golpes online; saiba como se proteger
Reprodução/Canva
📝 Golpe no WhatsApp: como resolver? Saiba mais no Fórum do TechTudo
1. Evite utilizar redes Wi-Fi públicas
Redes públicas de Wi-Fi podem trazer riscos à privacidade dos usuários conectados
Rafael Leite/TechTudo
Durante o Carnaval, é comum ficar sem sinal do celular ou com dificuldades de acesso à internet por meio dos dados móveis. Nesses casos, pode parecer tentador utilizar redes de Wi-Fi públicas e gratuitas, mas essa medida pode ser arriscada. Esse tipo de conexão não é segura e pode acabar expondo usuários conectados, permitindo que dados e informações sejam interceptados. É ainda mais importante evitar conexões compartilhadas com estranhos ao usar aplicativos de banco, serviços com senha, lojas virtuais e outros softwares que possam deixar dados pessoais expostos.
O ideal é utilizar uma VPN, sigla em inglês para “Virtual Private Network” (Rede Virtual Privada, em tradução livre). A tecnologia garante maior segurança maior dos dados, que são criptografados, dificultando o acesso de criminosos.
2. Baixe o app Celular Seguro
Aplicativo do Governo Federal permite bloquear celulares roubados com apenas um toque
Reprodução/Governo Federal
Roubos e furtos de celulares são recorrentes durante o carnaval, sobretudo em eventos e blocos de rua. Nesses casos, além do prejuízo com a perda do aparelho, usuários devem se preocupar com possíveis golpes virtuais e roubo de dados e dinheiro. Uma forma de se proteger desses crimes é baixar o Celular Seguro, aplicativo do Governo Federal, que permite que o usuário bloqueie seu aparelho de celular com apenas um toque, após roubos e furtos.
Disponível em todo o país, a plataforma permite solicitar o bloqueio do IMEI, da linha telefônica e o acesso a aplicativos bancários, de transporte e delivery. O serviço é gratuito e está disponível para aparelhos Android e iPhone (iOS) na Google Play Store e App Store. Vale lembrar que é necessário ter uma conta Gov.br para fazer o login na plataforma e utilizar as funcionalidades.
3. Crie um cartão virtual temporário para as compras no feriado
Já que criminosos podem se aproveitar do feriado para aplicar golpes online, é aconselhável ter cuidado redobrado ao realizar compras na internet. Usar um cartão de crédito virtual é uma das formas de aumentar a segurança das transações. Nessa modalidade, é possível gerar um meio de pagamento com validade temporária e um número limitado e controlado de compras. Com um código de segurança e número diferentes do cartão físico, o cartão de crédito virtual confere um nível de proteção a mais contra golpes em compras online, já que funcionam por um período reduzido.
Em caso de problemas, basta cancelar o serviço diretamente pelo app do banco, evitando possíveis contratempos. A forma de pagamento já está disponível em diversos bancos. Empresas como Nubank, Itaú, Banco do Brasil e Pic Pay já apostam na tecnologia. O Nubank, inclusive, permite criar um cartão com apenas 24 horas de duração.
Nubank permite usar cartão virtual
Foto: Barbara Mannara/TechTudo
4. Utilize apenas sites oficiais para comprar convites e ingressos
O Carnaval é uma época de muitas festas, eventos e shows e, por isso, é importante ter atenção redobrada na hora de garantir seus ingressos para cair na folia. Como criminosos aproveitam a data para vender falsas entradas, roubar dados e invadir contas digitais, é preferível recorrer a sites e aplicativos oficiais.
Uma estratégia eficaz é inspecionar a URL (endereço da página) no Relatório de Transparência do Google (https://transparencyreport.google.com/safe-browsing/search?url=kabum.com.br&hl=pt-PT), para garantir que não se trata de um portal falso. A ferramenta auxilia na pesquisa de reputação dos sites e revela até se os endereços são alvo de investigação policial. Para evitar golpes de lojas irregulares ou que simplesmente não existem, o consumidor também pode checar o CNPJ da empresa de e-commerce no site da Receita Federal.
Dê preferência a sites oficiais de e-commerce e venda de ingressos
Reprodução/Canva
5. Desconfie de promoções, cupons e brindes suspeitos
Muitas promoções temáticas surgem nesta época do ano — e golpistas podem usar a Internet para se aproveitar dessa situação. Desconfie de links de ofertas e retirada de cupons que não venham de lojas ou serviços conhecidos. Antes de realizar uma compra, confira se a plataforma online é confiável e se a página tem a URL (endereço) correta. Alguns hackers criam plataformas muito parecidas com as de grandes organizações, como Magalu, Lojas Americanas e Amazon, para confundir clientes desavisados.
Uma forma de pesquisar a reputação das organizações é verificar os portais Reclame Aqui e “Consumidor.gov.br”, do Governo Federal, voltados para clientes que querem prestar queixas contra empresas. Também pode ser útil consultar o CNPJ da companhia na página da Receita Federal. Se alguma oferta de carnaval parecer boa demais para ser verdade, provavelmente é um golpe.
Ferramentas de IA tendem a tornar golpes mais complexos e já estão sendo utilizadas para práticas de pishing
Reprodução/Canva
Mais do TechTudo
Veja também: Qual melhor Alexa para comprar? Veja modelos Echo e geração
Qual melhor Alexa para comprar? Veja modelos Echo e geração”}]] [[{“value”:”
Lista reúne medidas simples para aumentar a segurança online na época mais festiva do ano; saiba como utilizá-las para proteger seus dados, dinheiro e privacidade O Carnaval 2024 chegou e, com ele, é natural que os foliões se preocupem com a segurança de seus dispositivos nas ruas. Contudo, poucos sabem que o perigo também está na web, já que os criminosos costumam aproveitar a época de festas para invadir a privacidade dos usuários e roubar dados, informações e até dinheiro. Por isso, é aconselhável ter atenção redobrada e desconfiar de ofertas, promoções e descontos suspeitos. Também é importante utilizar apenas sites e aplicativos oficiais na hora de comprar ingressos para shows, festas e desfiles de carnaval. A seguir, confira cinco formas de se proteger de crimes virtuais durante o período de folia.
🔎 Para tomar cuidado: 5 golpes online que devem crescer em 2024
🔔 Canal do TechTudo no WhatsApp: acompanhe as principais notícias, tutoriais e reviews
Cibercriminosos podem aproveitar o carnaval para aplicar golpes online; saiba como se proteger
Reprodução/Canva
📝 Golpe no WhatsApp: como resolver? Saiba mais no Fórum do TechTudo
1. Evite utilizar redes Wi-Fi públicas
Redes públicas de Wi-Fi podem trazer riscos à privacidade dos usuários conectados
Rafael Leite/TechTudo
Durante o Carnaval, é comum ficar sem sinal do celular ou com dificuldades de acesso à internet por meio dos dados móveis. Nesses casos, pode parecer tentador utilizar redes de Wi-Fi públicas e gratuitas, mas essa medida pode ser arriscada. Esse tipo de conexão não é segura e pode acabar expondo usuários conectados, permitindo que dados e informações sejam interceptados. É ainda mais importante evitar conexões compartilhadas com estranhos ao usar aplicativos de banco, serviços com senha, lojas virtuais e outros softwares que possam deixar dados pessoais expostos.
O ideal é utilizar uma VPN, sigla em inglês para “Virtual Private Network” (Rede Virtual Privada, em tradução livre). A tecnologia garante maior segurança maior dos dados, que são criptografados, dificultando o acesso de criminosos.
2. Baixe o app Celular Seguro
Aplicativo do Governo Federal permite bloquear celulares roubados com apenas um toque
Reprodução/Governo Federal
Roubos e furtos de celulares são recorrentes durante o carnaval, sobretudo em eventos e blocos de rua. Nesses casos, além do prejuízo com a perda do aparelho, usuários devem se preocupar com possíveis golpes virtuais e roubo de dados e dinheiro. Uma forma de se proteger desses crimes é baixar o Celular Seguro, aplicativo do Governo Federal, que permite que o usuário bloqueie seu aparelho de celular com apenas um toque, após roubos e furtos.
Disponível em todo o país, a plataforma permite solicitar o bloqueio do IMEI, da linha telefônica e o acesso a aplicativos bancários, de transporte e delivery. O serviço é gratuito e está disponível para aparelhos Android e iPhone (iOS) na Google Play Store e App Store. Vale lembrar que é necessário ter uma conta Gov.br para fazer o login na plataforma e utilizar as funcionalidades.
3. Crie um cartão virtual temporário para as compras no feriado
Já que criminosos podem se aproveitar do feriado para aplicar golpes online, é aconselhável ter cuidado redobrado ao realizar compras na internet. Usar um cartão de crédito virtual é uma das formas de aumentar a segurança das transações. Nessa modalidade, é possível gerar um meio de pagamento com validade temporária e um número limitado e controlado de compras. Com um código de segurança e número diferentes do cartão físico, o cartão de crédito virtual confere um nível de proteção a mais contra golpes em compras online, já que funcionam por um período reduzido.
Em caso de problemas, basta cancelar o serviço diretamente pelo app do banco, evitando possíveis contratempos. A forma de pagamento já está disponível em diversos bancos. Empresas como Nubank, Itaú, Banco do Brasil e Pic Pay já apostam na tecnologia. O Nubank, inclusive, permite criar um cartão com apenas 24 horas de duração.
Nubank permite usar cartão virtual
Foto: Barbara Mannara/TechTudo
4. Utilize apenas sites oficiais para comprar convites e ingressos
O Carnaval é uma época de muitas festas, eventos e shows e, por isso, é importante ter atenção redobrada na hora de garantir seus ingressos para cair na folia. Como criminosos aproveitam a data para vender falsas entradas, roubar dados e invadir contas digitais, é preferível recorrer a sites e aplicativos oficiais.
Uma estratégia eficaz é inspecionar a URL (endereço da página) no Relatório de Transparência do Google (https://transparencyreport.google.com/safe-browsing/search?url=kabum.com.br&hl=pt-PT), para garantir que não se trata de um portal falso. A ferramenta auxilia na pesquisa de reputação dos sites e revela até se os endereços são alvo de investigação policial. Para evitar golpes de lojas irregulares ou que simplesmente não existem, o consumidor também pode checar o CNPJ da empresa de e-commerce no site da Receita Federal.
Dê preferência a sites oficiais de e-commerce e venda de ingressos
Reprodução/Canva
5. Desconfie de promoções, cupons e brindes suspeitos
Muitas promoções temáticas surgem nesta época do ano — e golpistas podem usar a Internet para se aproveitar dessa situação. Desconfie de links de ofertas e retirada de cupons que não venham de lojas ou serviços conhecidos. Antes de realizar uma compra, confira se a plataforma online é confiável e se a página tem a URL (endereço) correta. Alguns hackers criam plataformas muito parecidas com as de grandes organizações, como Magalu, Lojas Americanas e Amazon, para confundir clientes desavisados.
Uma forma de pesquisar a reputação das organizações é verificar os portais Reclame Aqui e “Consumidor.gov.br”, do Governo Federal, voltados para clientes que querem prestar queixas contra empresas. Também pode ser útil consultar o CNPJ da companhia na página da Receita Federal. Se alguma oferta de carnaval parecer boa demais para ser verdade, provavelmente é um golpe.
Ferramentas de IA tendem a tornar golpes mais complexos e já estão sendo utilizadas para práticas de pishing
Reprodução/Canva
Mais do TechTudo
Veja também: Qual melhor Alexa para comprar? Veja modelos Echo e geração
Qual melhor Alexa para comprar? Veja modelos Echo e geração”}]] techtudo 

Posted in ,
bannerrsm

photo_2023-04-04_18-00-57
Rolar para cima
× Como posso te ajudar?