Nova bateria de lítio feita de Índio carrega em menos de 5 minutos

Nova bateria de lítio feita de Índio carrega em menos de 5 minutos
photo_2023-04-04_18-01-39

Cientistas da Universidade Cornell desenvolveram uma nova bateria de lítio que dura mais e é carregada em menos de cinco minutos — tudo isso graças a eletrodos melhores. O desafio era encontrar a assimetria entre carregamento e descarregamento, ou seja, um sistema que carregue rápido, mas que descarregue bem devagar.

Nova bateria de estado sólido de longa duração armazena mais energia Bateria nuclear pode funcionar por 50 anos sem recarga

Para isso, foram buscadas reações químicas e as taxas com que elas ocorrem, comparando-as com a taxa de movimento de elementos químicos para chegar até o local de reação. Um material interessante para as baterias foi encontrado no elemento Índio (In), já que se move rapidamente, mas tem uma reação cinética de superfície lenta — justamente o que se procurava.

Fazendo a bateria perfeita 

Apesar do ânodo (lado negativo) de Índio funcionar bem para o objetivo de carregar rápido e descarregar lentamente, a bateria feita com o material não é perfeita. O elemento In é consideravelmente pesado, o que afeta como e onde baterias feitas com ele podem ser usadas — em geral, para garantir energia a carros elétricos.


Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.

De número atômico 49, o Índio é um elemento químico ideal para baterias, mas é bastante pesado (Imagem: Hi-Res Images of Chemical Elements/CC-BY-3.0)

Mesmo assim, os pesquisadores acreditam haver uma liga com vantagens similares mas sem a contrapartida do Índio, podendo se tornar o futuro de todas as baterias. Isso seria a chave para a expansão do transporte eletrificado, tanto para a diminuição da necessidade de paradas quanto aumento da distância percorrida possível — o que se chama “ansiedade de alcance” no meio.

Mesmo considerando custo e capacidade das baterias, a ansiedade de alcance é considerada a maior barreira à eletrificação do transporte. Se for possível carregar um veículo elétrico em cinco minutos, não é necessário ter uma bateria grande o suficiente para um trajeto de 480 km — uma menor já bastaria, segundo os cientistas. Isso reduziria o custo dos veículos e permitiria a larga adoção da tecnologia.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Brahma Phone: conheça o celular descartável para o Carnaval Lenovo pode revelar laptop com tela transparente na MWC 2024 Os 45 filmes mais esperados de 2024 Esférulas achadas no oceano têm composição nunca vista antes 12 aplicativos antigos que ainda existem e funcionam Espécies inéditas de tubarão primitivo são encontradas em cavernas  

Posted in ,
bannerrsm

photo_2023-04-04_18-00-57
Rolar para cima
× Como posso te ajudar?