NASA ainda não conseguiu corrigir falha em computador da Voyager 1

NASA ainda não conseguiu corrigir falha em computador da Voyager 1
photo_2023-04-04_18-01-39

A sonda Voyager 1 continua funcionando a 24 bilhões de quilômetros da Terra — e é só isso que sua equipe sabe sobre esta espaçonave, uma das mais duradouras da NASA. Em dezembro, a agência espacial comunicou que uma falha vinha impedindo que a sonda transmitisse dados dos seus instrumentos e de engenharia. O erro ainda não foi corrigido, e desde então, os controladores não sabem o estado dos seus sistemas e nem o fornecimento energético.  

Quais planetas já foram explorados por missões espaciais? NASA se prepara para “reta final” da missão das sondas Voyager

“Seria o maior milagre se a conseguirmos de volta, certamente não desistimos”, disse Suzanne Dodd, gerente de projeto da Voyager. Segundo ela, esta é a falha mais séria que já observou na Voyager 1 desde quando assumiu o cargo, há 14 anos. 

Já se sabe que o problema está no subsistema de dados de voo (FDS, na sigla em inglês). O componente não está se comunicando conforme o esperado com a com a unidade de telecomunicações (ou TMU). Desde novembro, o único sinal recebido da sonda é uma emissão que indica apenas que está ativa; não há nenhuma outra indicação de outros problemas. 


Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!

Representação da sonda Voyager 1, lançada em setembro de 1977 (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

Por isso, os dados transmitidos pela Voyager 1 apresentaram um padrão de números 0 e 1 repetidos, como se tivesse travado. Dodd conta que os engenheiros passaram os últimos meses tentando diagnosticar o problema, e “têm 99,9% de certeza que começou no FDS”.

A falha parece ter vindo de alguma memória corrompida no FDS, mas as equipes não conseguem descobrir exatamente onde ela está sem terem os dados de telemetria. Durante as próximas semanas, eles vão tentar enviar comandos para isolar o local da memória que sofreu o problema no FDS, mas a tarefa não vai ser fácil. 

A espaçonave está tão distante da Terra que os engenheiros precisam usar uma das antenas da rede Deep Space Network, da NASA, que tem maior demanda. Além de esperarem 45 horas para receber uma resposta da sonda, Dodd conta que as taxas de transmissão de dados são baixas, e a anomalia impede que tenham acesso a informações da telemetria. “Estamos meio que atirando no escuro, porque não sabemos completamente qual é o status da espaçonave”, observou.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

Apple Vision Pro | EUA reforça atenção no trânsito após vídeo envolvendo headset Os 45 filmes mais esperados de 2024 Brahma Phone: conheça o celular descartável para o Carnaval Testes da dengue | Como funcionam e quando fazer 12 aplicativos antigos que ainda existem e funcionam Espécies inéditas de tubarão primitivo são encontradas em cavernas  

Posted in ,
bannerrsm

photo_2023-04-04_18-00-57
Rolar para cima
× Como posso te ajudar?