Brasil fez apelos à Venezuela para evitar conflito com Guiana

photo_2023-04-04_18-01-39

O Brasil enviou seguidos apelos ao governo da Venezuela para evitar conflitos com a Guiana, apurou a CNN. O país, que faz fronteira com os dois países, quer manter a região pacífica.

A posição oficial é que o Brasil não opina e que considera o referendo de anexação de parte do território da Guiana um assunto interno da Venezuela.

Nos bastidores, foram feitos diversos movimentos. O presidente Lula enviou seu assessor especial, Celso Amorim, à Caracas recentemente e conversou por videoconferência com o presidente da Guiana.

Leia Mais

Em votação relâmpago, deputados aprovam regra que aflouxa licitações

Corte Internacional decide que Venezuela deve “se abster” de área disputada na Guiana

Anderson Torres tenta recuperar pássaros apreendidos em operação

No dia 22 de novembro, em um encontro de ministros da Defesa e de Relações Exteriores, o chanceler Mauro Vieira deixou clara a posição brasileira por uma solução pacífica quando o assunto foi discutido. Estavam presentes representantes de 12 países, inclusive venezuelanos.

Na assessoria internacional de Lula, o sentimento é de preocupação e irritação com os venezuelanos. O Brasil vê como inoportuna essa discussão em meio à negociação entre o governo Maduro, a oposição e os Estados Unidos para a realização de eleições livres em troca da retirada de sanções.

A Venezuela realiza neste domingo (3) um referendo para a anexação de parte do território da Guiana, que é rico em petróleo.

Veja também – Brasil reforça segurança na fronteira com Venezuela

Este conteúdo foi originalmente publicado em Brasil fez apelos à Venezuela para evitar conflito com Guiana no site CNN Brasil.

 

Posted in ,
bannerrsm

photo_2023-04-04_18-00-57
Rolar para cima