RSM

Post
Datafolha: 52% dizem nunca confiar nas declarações de Bolsonaro

Datafolha: 52% dizem nunca confiar nas declarações de Bolsonaro

A pesquisa ouviu 2.566 eleitores nos dias 27 e 28 de julho em 183 cidades brasileiras. 29% dos eleitores afirmam confiar às vezes, já 18% declaram que sempre confiam no que o presidente diz. O presidente Jair Bolsonaro Evaristo Sá/AFP Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta sexta-feira (29) pelo site do jornal "Folha de S.Paulo" aponta que a maioria dos entrevistados não confia no que é dito pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Segundo a pesquisa, 52% dizem nunca confiar nas declarações de Bolsonaro, enquanto 29% afirmam confiar às vezes. Já 18% declaram que sempre confiam no que o presidente diz. A pesquisa ouviu 2.566 eleitores nos dias 27 e 28 de julho em 183 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. O levantamento também apontou que o ex-presidente Lula (PT) tem 47% da intenção de votos no primeiro turno, seguido por Bolsonaro com 29%. Ciro Gomes (PDT) aparece em terceiro com 8%. LEIA MAIS: 45% reprovam governo Bolsonaro; aprovação é de..

Post

Equipe de Bolsonaro avalia resultado do Datafolha e acredita em segundo turno

Após a divulgação da mais recente pesquisa Datafolha, indicando estabilidade nas intenções de voto, a equipe do presidente Jair Bolsonaro confia na realização de um segundo turno nesta eleição presidencial, apesar de o cenário do levantamento apresentar uma estabilidade no resultado: Lula com 47% e Bolsonaro com 29%, indicando que hoje o petista teria condições de ganhar a disputa ainda no primeiro turno com 52% dos votos válidos. A confiança dos assessores de Bolsonaro está baseada na análise do desempenho do presidente em alguns segmentos do eleitorado que têm mais peso na votação, como o feminino e o de baixa renda. Nestes, Bolsonaro cresceu seis pontos entre as mulheres e três entre quem ganha até dois salários mínimos. Efeito principalmente da expectativa gerada pelo novo valor do Auxílio Brasil, que passará de R$ 400 para R$ 600. A equipe de Bolsonaro esperava também uma melhora no resultado consolidado da pesquisa, mas isso não aconteceu, oscilando apenas um ponto para cima, de ..

Post
Ciro indica que, se perder neste ano, não disputa mais o Planalto: ‘Vou botar a viola no saco’

Ciro indica que, se perder neste ano, não disputa mais o Planalto: ‘Vou botar a viola no saco’

Ex-governador do Ceará, candidato do PDT também concorreu em 1998, 2002 e 2018 e nunca chegou ao segundo turno. Pesquisa mostrou Ciro em terceiro lugar, atrás de Lula e Bolsonaro. Ex-governador Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência, discursa em evento na UnB, em Brasília Luiz Felipe Barbiéri/g1 O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, indicou nesta sexta-feira (29) que, se perder as eleições deste ano, não disputará mais o Palácio do Planalto e acrescentou que colocará "a viola no saco". Ciro Gomes deu a declaração ao fazer um discurso na Universidade de Brasília (UnB), onde participou de encontro organizado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Ex-governador do Ceará, Ciro Gomes disputa a Presidência pela quarta vez (também concorreu em 1998, 2002 e 2018) e nunca chegou ao segundo turno. "Nós temos que colocar em perspectiva que o Brasil precisa discutir finalmente, de forma inadiável, o modelo econômico. Esta é a razão pela qual eu, pela..

Post
Comitê de Bolsonaro vai ‘turbinar’ Michelle e PT aposta em voto útil na reta final

Comitê de Bolsonaro vai ‘turbinar’ Michelle e PT aposta em voto útil na reta final

Aliados do presidente veem as mulheres evangélicas como público alvo na campanha, enquanto o PT entende que ataques feitos pelo presidente contra as urnas em reunião com embaixadores leva eleitor médio a votar em Lula. Lula e Bolsonaro Werther Santana/Estadão Conteúdo; Estevam Costa/PR Após o Datafolha mostrar alta entre as mulheres e queda entre os homens, a campanha de Jair Bolsonaro (PL) vai turbinar a exposição da imagem da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. O objetivo – nas palavras de um aliado – é virar o voto da mulher pobre evangélica. Segundo a pesquisa, Lula tem 47% da intenção de votos no 1º turno e Bolsonaro, 29%. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. "É esse o foco. Não tem mais de onde tirar", afirma esse aliado. A equipe da campanha de reeleição reforça a avaliação de que a reunião convocada por Bolsonaro para atacar o sistema eleitoral brasileiro diante de embaixadores estrangeiros tirou o foco do público de onde deveria estar – o pacote de benefíc..

Post

Em ato com pesquisadores, Lula critica ‘apagão científico’ do governo Bolsonaro e defende recursos do pré-sal para pesquisas

O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta quinta-feira (28) que, se eleito, vai recompor os orçamentos de agências de fomento federais à ciência, tecnologia e educação por meio de recursos do Fundo Social do Pré-Sal. Lula discursou no encontro com presidenciáveis promovido pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) durante a 74ª reunião anual da entidade, realizada na Universidade de Brasília (UNB). “Os orçamentos das agências de fomento federais, destacadamente os do CNPq, FINEP e CAPES devem ser recuperados e ampliados a partir dos patamares mais elevados alcançados nos governos do PT”, afirmou Lula. “Os investimentos para a área serão ampliados com a destinação de parcela dos recursos do Fundo Social do Pré-Sal”, acrescentou o presidente. Em sua fala, Lula criticou a redução de verbas para o setor e citou um apagão científico que atribuiu ao desgoverno do presidente Jair Bolsonaro, que “|nega a ciência em todos os seus ato..

Post
Mensagens obtidas pela PF indicam que senador pediu dinheiro a empresário e ofereceu ajuda no Inmetro, diz jornal

Mensagens obtidas pela PF indicam que senador pediu dinheiro a empresário e ofereceu ajuda no Inmetro, diz jornal

Eduardo Gomes (PL-TO), líder do governo no Congresso, afirmou que mensagens tratam de pedidos de empréstimos que não se efetivaram. Reportagem do jornal "O Globo", publicada nesta quinta-feira (28), afirma que um relatório da Polícia Federal apontou pedidos de dinheiro do senador licenciado Eduardo Gomes (PL-TO) a um empresário, Jorge Rodrigues Alves. De acordo com a PF, Gomes ainda se prontificou a atender um pedido do empresário para adiar uma portaria do Inmetro. Em nota, Gomes, líder do governo Jair Bolsonaro no Congresso, disse que os pedidos de dinheiro se tratavam de empréstimos e não têm relação com nenhuma irregularidade (veja íntegra do posicionamento no fim da reportagem). Os diálogos foram encontrados pela PF no celular de Alves, apreendido durante a Operação Lavanderia, que investiga empresários de Tocantins por lavagem de dinheiro e organização criminosa. O líder do governo no Congresso, senador licenciado Eduardo Gomes (MDB-TO) Edilson Rodrigues / Agência Senado No relat..

Post
Por que o Centrão agora faz jogo duplo sobre ataques de Bolsonaro ao sistema eleitoral

Por que o Centrão agora faz jogo duplo sobre ataques de Bolsonaro ao sistema eleitoral

Manifestações de Valdemar da Costa Neto – dono do partido de Bolsonaro – e Arthur Lira (PP) ocorrem em meio a articulações de juristas e empresários para divulgar cartas em defesa da democracia e repercussão negativa da reunião do presidente com embaixadores estrangeiros para atacar urnas eletrônicas. Presidente Jair Bolsonaro, Rodrigo Pacheco e Arthur Lira. Antonio Molina/Fotoarena/Estadão Conteúdo O Centrão tem feito, apesar de tardiamente, acenos públicos de apoio ao sistema eleitoral nos últimos dias. Na prática, o movimento faz parte de um jogo duplo, uma estratégia típica do bloco quando não tem certeza absoluta se apostou no "cavalo certo": apoia Bolsonaro mas, como existe o dayafter – e eles não sabem se será Lula ou Bolsonaro –, melhor fazer movimentos que indiquem que a interlocução com o "outro lado" não estará interditada em caso de derrota do presidente. Um desses movimentos aconteceu quando o presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, foi ao presidente do Tribunal Superior..

Post
Operação resgatou em julho 337 trabalhadores em situação análoga à escravidão, informa PGR

Operação resgatou em julho 337 trabalhadores em situação análoga à escravidão, informa PGR

Operação reuniu Ministério Público, PF, PRF, governo e Defensoria e resgatou trabalhadores em 22 estados e no DF. Para subprocurador, trabalho escravo 'não é ficção' e deve ser banido. Apresentação de balanço, na sede da PGR em Brasília, de operação de combate ao trabalho escravo Rosanne D'Agostino/g1 A Operação Resgate 2, ação conjunta que reuniu diversos órgãos públicos no combate ao trabalho análogo à escravidão, resgatou 337 trabalhadores neste mês. O balanço das ações foi divulgado nesta quinta-feira (28) na Procuradoria Geral da República (PGR) , em Brasília. Esses trabalhadores foram resgatados em 22 estados e no Distrito Federal. Em 2021, a Operação Resgate efetuou 128 fiscalizações em 22 estados e no DF. Ao todo, no ano passado, foram resgatados de condições análogas às de escravo 136 trabalhadores, dos quais cinco imigrantes e oito crianças e adolescentes. A operação reuniu Ministério Público Federal (MPF); Subsecretaria de Inspeção do Trabalho, do Ministério d..

Post
Carta em defesa da democracia e das urnas eletrônicas já sofreu mais de 2.300 tentativas de ataques hackers

Carta em defesa da democracia e das urnas eletrônicas já sofreu mais de 2.300 tentativas de ataques hackers

Em um dia e meio, texto já chegou a 220 mil assinaturas e site teve mais de sete milhões de acessos. Organizadores disseram que rastrearam origens dos ataques e providências serão tomadas. Documento ganhará versão em inglês nesta quinta (28). Faculdade de Direito da USP divulga carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito! Reprodução Desde quando foi lançado, de 17h desta terça-feira (26), até às 9h desta quinta-feira (28), o site da carta em defesa da democracia e do processo eleitoral já sofreu 2.340 tentativas de ataques hackers, informou o procurador-geral do Ministério Público de Contas de São Paulo, Thiago Pinheiro Lima, um dos organizadores da iniciativa. "Tentam invadir o sistema e tentam principalmente derrubar o site. Pelo que soubemos, colocaram nosso site na deep web e estão incentivando as pessoas a derrubar o site por lá. Eles estão usando palavras de baixo calão, xingamentos, agressões, e tentam se inscrever por outras pessoas, para d..

Post

Ministério Público do Trabalho impõe sigilo a inquérito sobre assédios na Caixa

O procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT), Paulo Neto, colocou em sigilo a investigação sobre assédios na Caixa envolvendo o ex-presidente do banco, Pedro Guimarães. A decisão foi tomada dois dias depois de o procurador transformar a apuração, que era preliminar, em inquérito civil. Com o inquérito civil, as investigações prosseguem e podem, posteriormente, resultar na proposição de ações do MP na Justiça.